Famosos fazem lives beneficentes

Relembrando os velhos tempos, famosos que saíram da Zona Oeste se reúnem em live para arrecadar doações que ajudam mais de 3.500 famílias de Santa Cruz, Sepetiba e Paciência. A série de lives, que terão como tema “Quando eu morava aqui na Zona Oeste”, estreia hoje às 18h com o cantor Toni Garrido, ex-morador da Vila Kennedy. O projeto é uma iniciativa do produtor cultural Pablo Ramoz, morador de Santa Cruz, que vai apresentar as transmissões pelo seu instagram @pablo.ramozz.

Um dos objetivos da iniciativa é fortalecer a cultura da região, chamando os moradores locais para uma visão cultural e incentivando jovens artistas que estão começando na carreira. Além disso, as lives farão uma chamada de colaboração para a campanha Ser Solidário, promovida pela ONG Ser Cidadão, de Santa Cruz. A campanha, que começou em abril deste ano, tem como ponto principal o enfrentamento à crise que a covid-19 causou nas regiões mais carentes. Atualmente, a ONG atende e auxilia mais de 3.500 famílias.

“A ideia é conversar com famosos que têm vínculo afetivo com a Zona Oeste, que já moraram aqui, trazer um pouco das suas memórias, histórias, subjetividades do tempo que eles moraram aqui. Isso tudo em prol da campanha que está acompanhando e beneficiando todas essas famílias vulneráveis. É uma memória viva por uma rede de solidariedade”, explicou o produtor.

A série de lives é uma realização da Trilhos Produções Artísticas, produtora sediada em Santa Cruz, com foco nas culturas das periferias e favelas, e uma parceria com o projeto Museu de Rua, que registra as memórias vivas da região. Para a próxima semana, no dia 25 de agosto, às 17h, o projeto convida para a conversa o jornalista Alex Escobar, ex-morador de Bangu.

Aqueles que se interessarem em conhecer mais da campanha Ser solidário, no site https://www.sercidadao.org.br/campanhasersolidario estão disponíveis espaços para doação e também a prestação de contas da ONG.

spot_img