Corcovado pré-Cristo, chave sumida, modelo das mãos: autor de livro sobre o Redentor conta curiosidades sobre o monumento

Por Redação em 13/10/2021 às 13:42:33
Rodrigo Alvarez se debruçou sobre a história do Redentor, que completou 90 anos na terça-feira. Livro 'Redentor', de Rodrigo Alvarez

Reprodução

O Cristo Redentor é repleto de boas histórias. O jornalista e escritor Rodrigo Alvarez se debruçou sobre elas no livro “Redentor: A biografia do Cristo de braços abertos, ilustre morador do Corcovado, orgulho do Brasil, maravilha do mundo”.

A pedido do g1, ele contou algumas dessas histórias, como o dia em que um fazendeiro gaúcho caiu no papo de um estelionatário e pagou uma fortuna para ter o Cristo no Rio Grande Sul (assista nos vídeos).

O que existia no alto do Corcovado antes?

Rodrigo Alvarez conta curiosidades sobre o Cristo Redentor, que completa 90 anos - parte 1

"Aquele lugar sempre foi mágico, mas ficava fora do Rio, era considerado longe. Só moravam lá os estrangeiros e as pessoas mais aventureiras", narrou.

Alvarez conta ainda que Dom Pedro I fundou lá em cima um sistema que ele chamava de "telégrafo das bandeiras". Mas era telégrafo mesmo?

E é verdade que nosso Redentor foi inspirado num Cristo argentino? "Mais ou menos", afirmou Alvarez. Veja acima e descubra.

Mãos são femininas: de quem eram?

Rodrigo Alvarez conta curiosidades sobre o Cristo Redentor, que completa 90 anos - parte 2

O autor fala ainda das mãos femininas que serviram de modelo para a estátua.

E quanto custou a obra? "Foi caríssima", disse. Quer saber qual seria esse valor, hoje, em reais? Clique e assista.

Cadê a chave?

Rodrigo Alvarez conta curiosidades sobre o Cristo Redentor, que completa 90 anos - parte 3

"Dá para acreditar que a Igreja ficou mais de 50 anos sem a chave do Cristo? Chegaram aí uns cineastas italianos para fazer um filme lá em cima. Década de 60. Ninguém sabia da chave", lembrou. Como o impasse se resolveu? Ele explica no vídeo.

Comunicar erro

Comentários