Bebê morre à espera de transferência em Hospital da Zona Oeste

0
2475
REPRODUÇÃO INSTAGRAM

Um bebê de 1 ano e 3 meses morreu no Hospital Municipal Albert Schweitzer, Realengo, na segunda-feira (25), à espera de uma transferência para outra unidade de saúde que havia sido determinada pela Justiça. Gael Aguiar da Silva Souza foi levado pela família quatro vezes ao hospital e, diagnosticado apenas com infecção urinária, acabou liberado em todas. Somente na última é que houve a internação, já com quadro de suspeita de leucemia, hepatite e um teste positivo de covid-19. O hospital afirmou à família que não dispunha de suporte para o caso.

Leia: Supervia diz que vai reduzir intervalos dos trens no Ramal Santa Cruz

Gael começou a apresentar febre esporádica no dia 9 de janeiro. Em sua primeira ida ao hospital, o diagnóstico recebido pela família foi de gastroenterite e leve infecção urinária. O quadro se repetiu outras três vezes, até o dia 18, quando ele foi internado. No Albert, ele testou positivo para covid-19 e começou a apresentar complicações no fígado.

Na sexta-feira (21), a equipe médica do Albert Schweitzer informou que Gael precisava de um leito pediátrico de emergência com especialidade em hematologia. Diante da impossibilidade de tratar o bebê na unidade de saúde de Realengo, a família procurou a Defensoria Pública e conseguiu na Justiça, ainda na sexta, a determinação para uma transferência imediata, sob pena de R$ 2 mil por hora em caso de descumprimento.

A transferência, no entanto, não aconteceu, e o nome de Gael só foi inserido no Sistema Estadual de Regulação no sábado (22), data em que, diante do quadro de saúde delicado, já seria arriscado transferi-lo. Gael morreu na manhã de segunda-feira (24).

A direção do Hospital Municipal Albert Schweitzer confirmou que Gael Aguiar da Silva Souza foi atendido nos dias 9, 12 e 15 de janeiro com diagnóstico de gastroenterite e infecção urinária, e afirmou que essas visitas anteriores “não exigiram caso de internação por apresentar sintomas leves e inespecíficos”.

O bebê deu entrada na unidade no dia 18, com “queixas de febre de distensão abdominal e fezes escura. Após a avaliação clínica inicial e realização de exames laboratoriais, ele foi internado na emergência e transferido para o CTI Pediátrico com diagnóstico de covid-19”.

O paciente foi assistido pela equipe multidisciplinar do CTI pediátrico e recebeu todos os cuidados necessários para o seu quadro. Gael foi inserido no Sistema Estadual de Regulação no último dia 22. A direção lamenta o falecimento do bebê e está à disposição dos familiares para quaisquer esclarecimentos“, conclui a nota.


Gael será sepultado na manhã desta terça-feira (25), no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência. A família tenta arrecadar fundos para custear o enterro através de um financiamento coletivo.

Deixe uma resposta