Rio – A Subsecretaria Estadual de Proteção Animal informou, nesta quarta-feira (27), que a cadela Macarena, de 2 a 3 anos, já conta com cerca de 150 interessados na sua adoção em menos de dois. A pastor belga malinois era utilizada por um suspeito para intimidar e assaltar pessoas na Zona Sul do Rio. O homem, identificado com Allan Kardec Areas Santos, 42 anos, foi preso e a cadela foi encaminhada para um lar temporário. 

m entrevista ao RJTV 1ª Edição, da TV Globo, desta quarta-feira, a irmã da adolescente, Bianca Lanes, contou que o problema foi a insistência dos médicos já iniciaram o atendimento dizendo que iriam induzir o parto normal, mas perceberam que a cabeça do bebê estava virada.

A tia da criança contou ainda que logo que nasceu ela foi levada para a UTI neonatal da unidade, pois tinha dificuldades para respirar e ferimentos na cabeça. “Machucaram a cabeça da minha sobrinha e falaram que foi sujeira de parto”, comentou a irmã da jovem.

O caso foi registrado pela família na 34ª DP (Bangu). Os agentes investigam as circunstâncias da morte da bebê. No momento, investigadores realizam diligências para esclarecer o ocorrido.

Em nota, a direção do Hospital da Mulher Mariska Ribeiro lamentou o falecimento da bebê e informou que abriu processo de apuração do atendimento prestado à paciente.

“A direção do hospital reitera que está à disposição da paciente e sua família para prestar quaisquer esclarecimentos”, pontuou.