Um falso médico, que fazia procedimentos estéticos sem autorização, foi preso suspeito de estuprar pacientes em um consultório em Abolição, na Zona Norte do Rio.

As denúncias partiram de mulheres que procuraram a Polícia Civil para registrar queixa contra Leonardo de Souza Pimentel. De acordo com as investigações, ele aliciava as vítimas na rua se apresentando como médico esteticista e oferecia preços mais baixos para que atrair clientes.

Leonardo foi preso, nesta quarta-feira (1º), no momento em que estava iniciando um atendimento. No consultório, as vítimas recebiam injeções e eram entorpecidas. Segundo o delegado responsável pelo caso, Alessandro Petralanda, sob efeito das substâncias, as vítimas não conseguiam reagir, mas tinham consciência dos abusos.

Segundo a Polícia Civil, Leandro não é médico e também não tinha autorização para realizar os procedimentos. Após a prisão, outras duas vítimas foram localizadas e prestaram depoimento, alegando que também foram vítimas de estupro.

De acordo com a Polícia Civil, Leonardo não tinha antecedentes criminais. Ele vai responder por estupro de vulnerável, exercício ilegal da medicina e crimes contra a saúde pública.

Fonte: Rádio BandNewsFm Rio